Preenchimento

O preenchimento consiste na aplicação de uma substância “viscosa” e “gelatinosa” na pele a fim de corrigir rugas e retardar o envelhecimento cutâneo. O seu principal objetivo é repor o volume da face perdido pela idade, melhorar seus contornos e formas, corrigir imperfeições de forma suave e sem exageros.

O ácido hialurônico e a hidróxido apatita de cálcio (Radiesse®) são os produtos mais utilizados atualmente por serem considerados mais seguros já que, apesar de serem produzidos em laboratório, ambos são componentes naturais da pele e, por isso tem durabilidade limitada (de 6 meses a 1 ano). Eles têm a capacidade de hidratar e dar volume, não provocando alergias, o que dispensa testes prévios.

Outro produto também não permanente bastante usado é o ácido poli-L-lático (Sculptra®). Pode ser utilizado para melhorar flacidez, rugas, depressões e cicatrizes.

Os produtos permanentes, cada dia, vêm sendo menos utilizados devido ao risco rejeição pelo organismo. Complicação esta que é difícil de ser tratada, por isso deve ser evitada. Dentre eles destacam-se: silicone, derivados de silicone e polimetilmetacrilato (Metacril®).

 

Como ocorre o envelhecimento cutâneo?

O envelhecimento da pele consiste no desenvolvimento de rugas, manchas, pele espessa e amarelada. É causado por fatores externos (excesso de exposição solar, cigarro e estresse), bem como por processo cronológico interno (por perda de gordura, colágeno e massa óssea - osteoporose) que leva de forma lenta e gradual a perda de volume e flacidez, principalmente no rosto.

No processo de envelhecimento, a mudança na estrutura facial faz com que a convexidade do rosto, seus contornos e volume sejam perdidos, invertendo o chamado triângulo da juventude. O triângulo da juventude, em princípio tem o seu ápice voltado para baixo no queixo e sua base nas bochechas (“maça do rosto”). A inversão dessas linhas de equilíbrio deve-se a perda de volume (gordura, colágeno e massa óssea) das bochechas, das olheiras e do sulco nasogeniano (ruga entre o nariz e o queixo), conferindo um ar cansado à pessoa. A base do triangulo passa, então, a ser a mandíbula e seu ápice, o nariz. 

 

Quais as principais indicações?

 

Hidratação aplicação de produto menos viscoso, muito superficial, que confere a pele um aspecto de hidratação e viço. Pode ser realizado na face, colo e mãos. É realizado com ácido hialurônico.

Rugas do sulco nasogeniano – aplicação de produto mais viscoso na ruga que vai do nariz à boca ou na ruga que se forma da boca ao queixo. Sua indicação já é bem consagrada e muito utilizada, conferindo ótimos resultados. Pode ser realizado com o ácido hialurônico, hidroxiapatita de cálcio e ácido poli-L-lático.

Olheiras  indicação mais recente para quem apresenta aquela depressão que confere sombra e aspecto de cansaço ao olhar (“olho fundo”). O efeito de melhora da depressão é imediato, porém não corrige a coloração escurecida da pele. É realizado com ácido hialurônico.

Rugas finas  aplicação superficial, muito usada para corrigir os “pés de galinha” e “código de barras” (rugas ao redor dos olhos e da boca, respectivamente).

Lábios  muito indicado para dar volume ou desenhar o contorno dos lábios.   Atualmente, há uma tendência a não preencher o contorno do lábio, somente o vermelhão, dando um aspecto jovem e mais natural. É realizada com ácido hialurônico.

Volumização do rosto e contorno facial  técnica mais recente que consiste na aplicação profunda (subcutâneo) de produto mais viscoso o que permite um efeito lifting, remodelamento da face, conferindo juventude e proporcionando a reinversão do triângulo da face que foi alterado com a idade. Pode ser realizado com o ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio.

Mãos  reposição de volume entre as estruturas do dorso da mão, diminuindo as rugas e depressões, muito características do envelhecimento. Pode ser realizado com o ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio.

Cicatrizes deprimidas (cicatrizes de acne e trauma)  diminui as depressões de cicatrizes ocasionadas pela acne (espinha), cicatrizes de traumas e pós cirurgicas, proporcionando um aspecto mais uniforme à pele. É que dá melhor resultado no tratamento das cicatrizes de acne, sendo indicado para aquelas cicatrizes distensíveis, ou seja, que somem ao se esticar a pele.

Lóbulo de orelha  com a idade, perde-se a gordura natural desta região, o preenchimento confere volume ao lóbulo da orelha, proporcionando melhor sustentação e conforto para uso de brincos. Pode ser realizado com o ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio.

Nariz – técnica mais recente, utilizada para correção de dorso nasal em pacientes que não querem se submeter à cirurgia plástica ou para complementar cirurgia prévia. Pode ser realizado com o ácido hialurônico e hidroxiapatita de cálcio e Polimetilmetacrilato.

Flacidez – técnica consiste na aplicação do produto pouco viscoso em toda a área com flacidez. É realizado com ácido hialurônico e ácido poli-L-lático.

Celulite – diminui depressões de celulite em glúteo e coxas. O produto mais seguro para este procedimento é o ácido hialurônico.

 

Quem não deve fazer o procedimento?          

  • Grávidas
  • Pacientes que esteja fazendo tratamentos dentários
  • Presença de infecções e lesões nos locais a serem tratados
  • Distúrbio da coagulação
  • Alergia a anestésico injetável

 

Como é o procedimento?

Apesar da segurança do procedimento, é importante que o preenchimento seja realizado por um médico dermatologista ou cirurgião plástico capacitado e com experiência nesse tipo procedimento.

A substância a ser injetada deve seguir técnicas de aplicação (qual produto a ser utilizado? qual a melhor viscosidade do produto a ser injetado? qual profundidade o produto deve ser injetado? quais locais o produto pode ser injetado?) e respeitar anatomia da face e suas estruturas importantes (vasos e nervos) para evitar complicações. Além disso, preencher é uma arte, é como esculpir uma estátua, o médico tem que ser além de tudo um artista e conseguir enxergar o que melhor trás harmonia para o rosto do paciente a ser tratado. E isso só se aprende com anos de experiência diz a Dra Marcela Benez.

O produto é injetado na pele através de agulha ou cânula. Sua aplicação, na região a ser tratada, provoca a elevação da pele corrigindo rugas ou depressões e consequentemente melhora do aspecto estético. O efeito é quase imediato, havendo uma melhora progressiva ao longo do primeiro mês devido ao estímulo da produção de colágeno.

 

Quais as complicações?

O profissional que realiza este procedimento tem que ter conhecimento profundo da anatomia da face, da técnica de aplicação do produto, conhecer o tipo de produto a ser usado e principalmente saber tratar suas complicações.

Dentre elas destacam-se:

  • Hematoma (mancha roxa após sangramento);
  • Edema (inchaço no local da aplicação);
  • Dor discreta no local;
  • Necrose da pele (área enegrecida);
  • Inflamação e infecção o local;
  • Rejeição do produto com formação de nódulo (a rejeição pode ocorrer apenas com produtos permanentes como: derivados de silicone e polimetilmetacrilato).

 

Fonte: Site da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Rellenos – Sandoval e Ayres.

 

voltar para Tratamentos ESTÉTICOS

center fwR bsd b03s c10nwse|center bsd b03s c15nwse|center|||image-wrap|news c15|normalcase uppercase bsd fwR b03s c15nwse|b01 c05 bsd|news login c05 normalcase uppercase|tsN normalcase uppercase c15nwse bsd b03s|b01 normalcase uppercase bsd c10|content-inner||